sexta-feira, 10 de junho de 2011

Teste do pezinho vai investigar e prevenir mais duas doenças

Na semana em que se comemora o Dia Nacional do Teste do Pezinho, o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães Júnior, anunciou que o governo pretende incluir dois novos diagnósticos (deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita) nas investigações do teste feito nos recém-nascidos. Hoje o exame verifica quatro patologias (fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme e fibrose cística) que, se não tratadas, podem acarretar em deficiência mental ou prejuízos à qualidade de vida da criança.

A deficiência da biotinidase pode provocar problemas como convulsão, atraso no desenvolvimento mental, erupções de pele e apneia. A hiperplasia adrenal congênita é uma desordem genética das glândulas adrenais, que controlam o equilíbrio de hormônios do corpo. Alguns sintomas são desidratação, pressão baixa e baixo nível de açúcar no sangue.

De acordo com o secretário, cerca de 29,7 milhões de crianças foram examinadas pelo teste do pezinho entre 2001 e 2010.

Fonte: Extra Online
Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes