quinta-feira, 12 de maio de 2011

Uso prolongado de mamadeira aumenta risco de obesidade infantil

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Temple, na Filadélfia (EUA), descobriu que o uso prolongado da mamadeira por crianças de até 2 anos pode aumentar o risco de obesidade infantil.

A informação foi publicada no site do jornal britânico "Telegraph" na quinta-feira (5).

O resultado do estudo, publicado no "Journal of Pediatrics", mostra que aquelas que ainda tinham costume de dormir com uma mamadeira, por volta dos 2 anos, tinham 30% mais chance de ser obesas quando completassem 5 anos.

Os acadêmicos acreditam que os bebês que estão acostumados a beber muito leite integral irão manter o hábito de ingerir alimentos engordativos.

Eles dizem que os médicos e os pais devem parar de dar mamadeira até o primeiro aniversário do bebê.

Segundo Rachel Gooze, da Universidade de Temple, "uma menina de 24 meses de idade, de peso médio e altura média, que é colocada para dormir com uma mamadeira de 220 g de leite integral, recebe cerca de 12% das necessidades diárias de calorias daquele recipiente."

Os pesquisadores analisaram os dados de 6.750 crianças norte-americanas nascidas em 2001.

Eles descobriram que mais de 22% das crianças tomavam leite da mamadeira antes de dormir. Deste grupo, 23% estavam obesas quando atingiram 5,5 anos.


De acordo com Robert Whitaker, da Universidade de Temple, "as crianças que ainda estavam usando mamadeira aos 2 anos tinham 30% mais probabilidade de ser obesas aos 5,5 anos, mesmo depois de considerar outros fatores como peso da mãe, peso ao nascer e hábitos alimentares durante a infância."
Os autores acreditam que "usar mamadeira após a infância pode contribuir para a obesidade, incentivando a criança a consumir muitas calorias".

Fonte: Folha
Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes