quinta-feira, 5 de maio de 2011

Pessoas com menos escolaridade têm mais hipertensão, diz ministro


O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse nesta sexta-feira (29), ao participar do programa “Bom Dia Ministro”, transmitido para rádios de todo o país, que mais de 50% dos brasileiros com menos de 8 anos de escolaridade têm hipertensão.

“A população brasileira tem cerca de 24% de hipertensos. O dobro disso, ou seja, metade da população brasileira com mais de 55 anos de idade tem hipertensão hoje. E é maior ainda essa proporção entre pessoas com menos de 8 anos de escolaridade”, informou.

Para o ministro, os brasileiros com baixa escolaridade costumam apresentar mais problemas de saúde por estarem mais ligados ao tabagismo, ao uso abusivo de bebidas alcoólicas e a má alimentação.
“Para resolver isso é importante um conjunto de ações de restrição. Reforçar as ações, como as da lei seca, é fundamental, até para acabar com dois problemas comuns de uma vez, o uso do álcool e os acidentes de trânsito. Combinado com isso, precisamos de muita ação educativa para mudar os hábitos dessas pessoas”, destacou.

Segundo ele, o acesso gratuito a remédios de hipertensão, pelo programa Farmácia Popular, e o acordo feito com as indústrias alimentícias para redução de sódio nos alimentos industrializados consumidos no Brasil também deve amenizar a situação.

“Fizemos um grande acordo de redução na taxa de sódio, inclusive para diminuir taxas maiores naqueles produtos que tem mais concentração, como no caso do grande vilão, que são aquelas massas instantâneas, aquele macarrão que faz rápido. Só nelas vai haver uma redução de 30% no sódio que pode causar hipertensão”, enfatizou.

Gripe
O ministro também lembrou a campanha de vacinação contra a gripe, que acontece em todo território nacional desde segunda-feira (25) e segue até o dia 13 de maio. Segundo ele, 65 mil postos de saúde participam da campanha, que visa atender primeiramente gestantes, pessoas com mais de 60 anos de idade, crianças entre 6 meses e 2 anos de idade, profissionais da área de saúde e indígenas.

“Para vocês terem uma ideia, essa vacinação reduziu em quase 60% a necessidade de internações por pneumonia ao longo desses anos”, disse.

Fonte: G1
Temos como intuito postar notícias relevantes que foram divulgadas pela mídia e são de interesse do curso abordado neste blog. E por isso esta matéria foi retirada na íntegra da fonte acima citada, portanto, pertencem a ela todos os créditos autorais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Recentes